Candidatos denunciam irregularidades no processo seletivo do Hemoam 

Manaus (AM) – A galeria da Assembleia Legislativa do Amazonas (A,EAM) recebeu na terça-feira, 19, um grupo de pessoas que reivindicam transparência no Processo Seletivo Simplificado/2021 da Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam). Segundo os candidatos do PSS, diversas irregularidades ocorreram durante o certame, bem como na lista do resultado. A denúncia foi feita ao deputado estadual Wilker Barreto, que vem acompanhando o caso.

Um dos principais apontamentos dos manifestantes é a classificação de candidatos com nota final zero para assumirem as vagas disponíveis, durante a segunda fase. A comissão ainda descreveu outras situações duvidosas durante o processo, como: a COPEC/ Cetam reconheceu problemas no site durante o período de inscrição e publicou comunicado para informar que o mesmo ficaria em manutenção, ou seja, suspenso.

“Segundo os documentos apresentados, o fato ocorreu durante o último dia da inscrição e a compensação foi de acréscimo de horas. Segundo os dados apresentados pela comissão de candidatos, é possível visualizar contradições”, disse Wilker, ao informar que os representantes da comissão vão reunir nesta quarta-feira, 20, com o Ministério Público (MPAM).

A incoerência dos resultados também chamou atenção. Isso porque, a Copec/ Cetam publicou o resultado da avaliação no dia 06/09/2021, cuja relação apresentava as pontuações alcançadas de todos os candidatos, mediante envio dos documentos do requisito básico e titulação (1ª fase). Dias depois, cerca de 80% dos candidatos foram surpreendidos com a eliminação sumária, e com a  publicação de uma nova relação de classificação. As justificativas de eliminação causaram dúvidas e indignação por conta da aprovação de candidatos que obtiveram zero como nota final, ou seja, não teriam apresentado títulos.

PSS

As vagas deste PSS foram para profissionais de nível superior, técnico, médio e fundamental. Os selecionados irão atuar no novo hospital do Hemoam, que está em construção em Manaus, e na unidade de hemoterapia em Coari (a 363 quilômetros da capital). O PSS foi realizado de forma virtual, coordenado pela Comissão Permanente de Concursos (Copec) do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam).

A técnica de hemoterapia Tereza Cortez presta serviço para o Hemoam há 32 anos. Ela participou do PSS e obteve classificação relevante na primeira fase do certame. Entretanto, ficou surpresa com a segunda fase do processo, em que foi eliminada, mesmo provando experiência. Ainda segundo a profissional que concorreu para técnica de farmácia, de um total de 16 vagas para esta área, apenas uma foi ocupada após a contagem final.

“No Cetam teve uma seleção que o Hemoam contratou e nós estamos sendo prejudicados. Eu tenho 32 anos de tempo de serviço no Hemoam, fiz o processo seletivo e fiquei  em primeiro lugar na primeira listagem  e,  na segunda, eu nem apareci mais. Tem gente com 0.0 de nota  que entrou. A gente quer explicação, quer respeito. A saúde está tão decadente, que até isso eles  não respeitam. Temos pacientes especiais, que precisam de tratamento específico. São muitas coisas erradas”, desabafou Tereza

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *