Progressistas estudam expulsão de Álvaro Campelo e Mayara por infidelidade partidária

Manaus)AM) – As assessorias jurídicas da Comissão Nacional e do Diretório Estadual do Progressistas (PP) já estudam a expulsão dos deputados estaduais Álvaro Campelo e Mayara Pinheiro por infidelidade partidária.


Segundo fonte da legenda, os comandos nacional e estadual admitem que os dois parlamentares podem ter cometido ato de infidelidade ao deixarem de acompanhar a candidatura do deputado Belarmino Lins, secretário-geral da sigla no Amazonas, à Presidência da Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM) nas eleições realizadas na tarde desta quinta-feira (3). “Em respeito às normas do partido, eles deveriam ter votado no candidato progressista durante o processo eleitoral da AÇE-AM”, disse a fonte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *