Indigenista é morto com uma flechada em Rondônia

Um dos principais indigenistas do Brasil, o coordenador da Frente de Proteção Etnoambiental Uru Eu Wau Wau, da Fundação Nacional do Índio (Funai), Rieli Franciscato, de 56 anos, foi morto na quarta-feira (9) com uma flechada no peito ao se aproximar de povos isolados em Seringueiras, no estado de Rondônia. Há três décadas, Rieli  defendia povos índigenas.

A Funai lamentou a morte de Franciscato e manifestousolidariedade aos seus familiares e colegas.

“As equipes da Coordenação Geral de Índios Isolados e de Recente Contato (CGIIRC) e das Frentes de Proteção Etnoambiental se despedem de Rieli com carinho, respeito e admiração.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *