Instituto do Acre realiza concurso para agente penitenciário

O Instituto de Administração Penitenciária do Amapá tem edital de concurso público (Concurso IAPEN AP 2018) para provimento de cargos e formação de cadastro de reserva no cargo de Educador Social Penitenciário e Agente Penitenciário. Em ambos os cargos será exigido certificado de conclusão de Ensino Médio, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

A Fundação Carlos Chagas (FCC) tem a responsabilidade do certame. As 550 vagas do concurso IAPEN/AP 2018 estão distribuídas entre preenchimento imediato (110 vagas) e cadastro reserva (440 vagas). Do quantitativo de vagas, 5% serão reservadas aos candidatos com deficiência. O salário será de R$ 3.318,64.

Sobre os cargos

Agente Penitenciário – Nível Médio: 1. Cuidar da disciplina e segurança dos presos e apenados; 2. Efetuar a conferência periódica da população penitenciária; 3. Realizar a identificação cadastral e o controle legal dos presos e apenados; 4. Fazer rondas periódicas; 5. Providenciar encaminhamentos para assistência aos presos e apenados; 6. Fiscalizar o trabalho e o comportamento da população penitenciária, observando os regulamentos e normas da Instituição; 7. Verificar as condições de segurança física da Instituição; 8. Verificar as condições de limpeza e higiene das celas e instalações sanitárias de uso dos presos e apenados; 9. Assistir e orientar, quando necessário, a formação e capacitação de novos agentes; 10. Registrar ocorrências em livro especial; 11. Informar às autoridades competentes sobre as ocorrências surgidas no seu período de trabalho; 12. Efetuar registros de suas atividades e mantê-los atualizados, bem como elaborar relatórios periódicos; 13. Conduzir viaturas de transporte de presos e apenados, quando habilitado para tal; 14. Operar sistemas de radiocomunicação; 15. Fiscalizar a entrada e saída de pessoas e veículos no Complexo Penitenciário, incluindo execução de serviços de revista; 16. Executar outras tarefas correlatas; 17. Facilitar as atividades dirigidas à reinserção social e ao tratamento penal.

Educador Social Penitenciário: 1. Negociar e resolver a demanda de conflitos que surgirem em seu período de trabalho; 2. Providenciar encaminhamentos para assistência ao preso; 3. Despertar nos presos o senso de responsabilidade e dedicação no cumprimento dos deveres sociais, profissionais e familiares; 4. Orientar práticas de formação cívica, ética, religiosa, cultural e profissional aos presos; 5. Coordenar e executar as atividades educacionais, laborativas e profissionalizantes dos presos dentro da Instituição; 6. Orientar e acompanhar os presos nas atividades recreativas; 7. Supervisionar o trabalho externo dos presos; 8. Instruir os presos sobre hábitos de higiene, educação informal e boas maneiras; 9. Verificar as condições de limpeza e higiene das celas e instalações sanitárias de uso dos presos; 10. Informar as autoridades competentes sobre as ocorrências surgidas no seu período de trabalho; 11. Efetuar registros de suas atividades e mantê-los atualizados, bem como elaborar relatórios periódicos; 12. Executar outras tarefas correlatas.

Inscrição

As inscrições ficarão abertas, exclusivamente, via Internet, no período compreendido entre 10 horas do dia 17 de setembro e 14 horas do dia 15 de outubro de 2018 (horário de Brasília), no site oficial da organizadora – http://www.concursosfcc.com.br/. A taxa de inscrição custará R$85,00.

Etapas

I – Exame de Aptidão Física, de caráter eliminatório;
II – Exame Documental, de caráter eliminatório;
III- Exame de Saúde, de caráter eliminatório;
IV – Exame Psicológico, de caráter eliminatório;
V- Investigação Social, de caráter eliminatório.

Provas

As provas objetivas dos cargos de Educador Social e Agente Penitenciário contarão com questões de Conhecimentos Gerais (20) e Conhecimentos Específicos (40 questões), com peso 1 e 2, respectivamente. Para ambos os cargos, as Provas Objetivas de Conhecimentos Gerais e de Conhecimentos Específicos constarão de questões objetivas de múltipla escolha, com 5 (cinco) alternativas cada uma e versarão sobre assuntos cobrados no edital.

As avaliações objetivas estão previstas para serem aplicadas no dia 09 de dezembro de 2018, em Macapá/AP, no período da manhã. A avaliação abordará questões de:

Educador Social Penitenciário:

Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico-Matemático, História do Amapá, Geografia do Amapá, Noções de Direito Penal, Noções de Direito Constitucional, Noções de Sociologia, Políticas de assistência no sistema prisional, Diversidades e populações vulneráveis no sistema prisional e Direitos Humanos e participação social.

Agente Penitenciário:

Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico-Matemático, História do Amapá, Geografia do Amapá, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Penal, Noções de Direito Processual Penal e Noções de Direitos Humanos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *