“Wilson Lima desvaloriza profissionais do Amazonas”, afirma deputado

Em seu pronunciamento na manhã desta quarta-feira (31), na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), o deputado Sabá Reis (PR) criticou as escolhas do governador eleito Wilson Lima (PSC) para composição da comissão de transição do governo.

Na tarde da última terça-feira (30), em coletiva de imprensa realizada em um hotel na Zona Sul de Manaus, Wilson Lima divulgou os nomes de Humberto Laudares, cientista social e PHD em Economia, Gabriel Chalita, ex-secretário de educação de São Paulo, David Uip, médico infectologista e ex-secretário de saúde de São Paulo, Franklimberg de Freitas, general da reserva e ex-comandante do Comando Militar da Amazônia (CMA). Também foram anunciados como integrantes da equipe de transição o vice- governador Carlos Almeida Filho (PRTB) e o deputado estadual Luiz Castro (Rede).

Para o deputado, a escolha de técnicos de fora do Amazonas, por mais experientes e capacitados que sejam não é garantia de sucesso, já que para Reis, esses profissionais não conhecem a realidade regional, e também demonstra por parte do novo governador a falta de confiança nos profissionais que já atuam no Estado. Sabá Reis fez uma comparação com a escolha dos jurados do Festival de Parintins, que são trazidos de outros Estados e aqui decidem a competição entre os bumbas, sem conhecer a cultura, o esforço e o trabalho dos envolvidos. “O primeiro atestado que passamos com isso é de que aqui só têm incompetentes e desonestos”, afirmou.

Durante seu discurso, Reis mostrou no telão do Plenário Ruy Araújo um vídeo em que o então candidato Wilson Lima, criticava a decisão do atual chefe do Executivo, Amazonino Mendes (PDT) de firmar contrato de consultoria com o ex-prefeito de Nova Iorque, Rodolph Giulliani, que
assessorou o governo na área de segurança. “Isso não vale só pra segurança, vale para a educação, saúde e para todos os setores públicos”, disse o deputado, pedindo que o governador eleito seja coerente e que não aplique a lei do “faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *