Réu da Lava Jato é solto por Sergio Moro

O juiz federal Sergio Moro expediu, nesta segunda-feira, alvará de soltura em favor do ex-engenheiro da Schahin, Sérgio Souza Boccaletti, preso em maio, na 51ª primeira fase da Operação Lava Jato, batizada de Deja Vu, que apura os crimes de corrupção e de lavagem de dinheiro no contrato de implementação da Casa de Força da Refinaria Abreu e Lima (RNEST) junto à Petrobras. No processo, Boccaletti é acusado de ser um dos operadores financeiros do esquema.

Moro decidiu substituir a prisão preventiva do réu pelo pagamento de fiança e imposição de medidas cautelares alternativas constantes na referida decisão e transcritas no termo abaixo. Para ser solto, o engenheiro assinou termo de compromisso com a Justiça Federal, concordando com o pagamento de R$ 20,928 milhões em fiança (valores bloqueados em sua conta corrente e de sua esposa)

Além da fiança, Boccaletti terá que informar à Justiça todas as contas no exterior em seu nome ou das quais é beneficiário, permitir o acesso da Justiça a essas contas, entregar o passaporte (medida já cumprida). Ele compromete-se a não deixar o país, não mudar de endereço sem autorização judicial e comparecer a todos os atos do processo sempre que intimdo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *