PT pede ao CNJ a suspenção da nomeação de Sérgio Moro

A luz vermelha foi acesa no PT. Logo após Sérgio Moro conceder a primeira entrevista coletiva após aceitar o convite para assumir o Ministério da Justiça e Segurança Pública do governo Bolsonaro, o Partido dos Trabalhadores pediu nesta terça-feira, dia 6, para que o Conselho Nacional de Justiça suspenda a posse do juiz federal. O Partido pede para que o CNJ apure possível parcialidade do juiz ao tornar pública parte da delação de Palocci.

O PT se refere à decisão de Moro de tornar público o anexo I da delação de Antonio Palocci, ex-ministro de Lula e Dilma, na semana do primeiro turno da eleição. A delação narra os maiores crimes contra os cofres públicos já feitos no país envolvendo a cúpula petista como, por exemplo, a venda de 900 das mil medidas provisórias feitas na era petista.

A decisão de Moro foi tomada após um pedido da defesa de Lula de suspender a ação penal até o fim das eleições. Moro indeferiu o pedido, mas anexou parte da delação por entender que a defesa poderia ter amplo exercício do contraditório.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *