Kátia Abreu alerta: Haddad seria Dilma 2, mas piorado

O segundo turno das eleições presidenciais está esquentando. Na Bahia, lideranças políticas, comandadas por ACM Neto, pedem voto para Jair Bolsonaro. Já a candidata a vice de Ciro Gomes, Kátia Abreu decidiu rebelar-se contra a decisão de seu partido, o PDT, de apoiar Fernando Haddad no segundo turno, segundo O Globo.

Para a senadora, a votação do último domingo mostrou que o PT “está ferido de morte”, sem “projeto para o país”, e decidiu participar da eleição presidencial por “medo de perder a hegemonia”.

“Se o projeto de Brasil fosse mais importante, eles tinham apoiado outra pessoa. Que paixão é essa pela democracia? Tem não. É pelo partido”, disse Kátia, que já propôs a Haddad renunciar em favor de Ciro.

A senadora afirmou ainda que Haddad seria, no Palácio do Planalto, um “governo Dilma 2 piorado” – porque, a exemplo de sua amiga Dilma Rousseff , não teria apoio para governar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *