Feministas ignoram desempenho de juíza federal

O movimento feminista deveria estar comemorando o desempenho da juíza federal Gabriela Hardt durante o depoimento do ex-presidente Lula da Silva sobre o sítio de Atibaia. Isso, entretanto, não aconteceu. A perfomance da juíza foi aplaudida pelas colegas juízas.

Lula e seus advogados de defesa acharam que, por não estarem à frente de um juiz homem, eles poderiam deitar e rolar durante a audiência. Só que não!

Ficou explícito que o movimento das feministas é, na ealidade, a expressão mais cruel do machismo. Tudo que vem de Lula é perdoável. Quando ainda estava em liberdade, o ex-presidente Lula ofendeu as lésbicas – “mulheres do grelo duro” – e os gaúchos de Pelotas – quando balbuciou que a cidade era exportadoras de homossexuais. Os movimentos feministas e LGBTs fiicaram calados.

A verdade é que o machismo não tem ideologia.

Lula já está sentindo saudade do juiz Sérgio Moro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *