Empresa garante que detém técnica da imortalidade

EUA – A empresa norte-americana Nectome divulgou nesta quarta-feira. 14/3. que será capaz de preservar toda a informação de um cérebro humano, através de uma técnica denominada “vitrifixation”. A técnica é o primeiro passo para a imortalidade.

Para que a técnica ser bem sucedida, a pessoa processo deve permitir ser morta. O fluxo de sangue no cérebro é substituído por produtos químicos que preservam a estrutura dos neurónios, mesmo que matem o paciente. À partir daí, as informações da memória serão transferidas para outro cérebro.

De acordo com o site da empresa, a Nectome acredita que um dia será possível reconstruir detalhadamente as memórias de uma pessoa, através do computador. Esta poderá ser a solução para a imortalidade, mas para isso uma pessoa tem de estar disposta a morrer e este processo tem de ser a causa de morte, ou seja, a imortalidade viria após a morte, pois a memória seria preservada.

Lista de espera

“Imaginem um mundo onde você consegue localizar uma memória específica dentro do seu cérebro”, refere a empresa. Neste momento já existe uma lista de espera de vinte e cinco pessoas, que pagaram dez mil dólares, cerca de 8.100 euros, para serem submetidos ao processo, ainda que a empresa ainda não tenha uma forma de reanimar os pacientes ou de inserir as memórias num outro cérebro.

Deixe uma resposta