Desembargador que mandou soltar Lula cai “nas mãos” de Luiz Barroso

Muita gente já esqueceu que em junho de 2017, o desembargador Rogério Favreto, como plantonista no TRF-4, concedeu liberdade ao ex-presidente Lula. O então juiz titular da Lava Jato consultou o presidente do TRF-4, Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz, que decidiu pela permanência de Lula na cadeia.

O inquérito que investiga Favreto saiu do STJ para o STF. Agora, o caso está nas mãos de Luís Roberto Barroso.

Como há no caso a suspeita de que Rogério Favreto tenha participado de “ato orquestrado” envolvendo parlamentares petistas, a relatora do caso no STJ, Maria Thereza de Assis Moura, decidiu mandar o inquérito para o Supremo. Favreto, antes de ser nomeado para o TRF-4 era militante do PT.

O desembargador é acusado de cometer crime de prevaricação, e como membro do judiciário pode ser expulso da magistratura, caso o STF decida pela sua condenação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *