Xuxa sugere usar presidiários como cobaias

Os métodos usados por Maria das Graças Meneghel, a Xuxa, para chegar ao estrelato são conhecidos pelos brasileiros. Foi namorada de Pelé quando ainda era um “alpinista social” e protagonizou uma suposta cena de pedofilia com uma criança num filme de pornochanchada.

Agora, Xuxa voltou a mostrar a sua verdadeira face. Durante uma live da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) na noite desta sexta-feira (26), a “Ex-rainha dos Baixinhos” causou polêmica ao sugerir que testes de remédios, cosméticos e vacinas sejam feitos primeiro em pessoas que cumprem pena em prisão, ao invés de fazer experimentos em animais.

O assunto da live era direitos dos animais. A apresentadora é vegana e se diz defensora da causa. “Acho que, com remédios e outras coisas, eu tenho um pensamento que pode parecer muito ruim para as pessoas, desumano. Na minha opinião, existem muitas pessoas que fizeram muitas coisas erradas e estão aí pagando seus erros para sempre em prisões, que poderiam ajudar nesses casos aí, de pessoas para experimentos “, disse Xuxa.

Em seguida, a apresentadora acrescentou que “pelo menos eles serviriam para alguma coisa antes de morrer, para ajudar a salvar vidas com remédios e com tudo. Aí vem o pessoal dos Direitos Humanos e dizer que não podem ser usados. Mas se são pessoas que está provado que irão passar sessenta, cinquenta anos na cadeia e que irão morrer lá, acho que poderiam usar ao menos um pouco da vidas delas para ajudar outras pessoas. Provando remédios, vacinas, provando tudo nessas pessoas”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *