Grade rompe matando sete estudantes na Bolívia

Na terça-feira (2), ao menos sete estudantes morreram após o rompimento de uma grade de proteção de um dos corredores do quatro andar da Universidade Pública de El Alto (UPEA), na Bolívia. Um vídeo do momento do acidente foi divulgado nas redes sociais.

A Polícia boliviana não informou a nacionalidade dos mortos e feridos. Centenas de brasileiros estudam nas universidades bolivianas, principalmente o curso de Medicina.

Nas imagens, é possível ver dezenas de pessoas aglomeradas em um único espaço. De acordo com a mídia local, os estudantes foram convocados para uma assembleia extraordinária.

Em entrevista à TV Cadena, o secretário executivo dos trabalhadores da UPEA, Andy Huanca, afirmou que o evento foi organizado pelo centro estudantil da área de ciências econômicas, financeiras e administrativas.

Durante a reunião, houve discussão e empurrões. Ao jornal El País, o comandante da Polícia, Jhonny Aguilera, destacou “que as causas que motivaram aquela reunião devem primeiro ser apuradas”, uma vez que este tipo de assembleia não é permitida devido à pandemia.

Em nota, a UPEA lamentou o acidente e se comprometeu a pagar os custos médicos dos feridos e os gastos funerários com os estudantes mortos. A universidade informou ainda que abriu uma investigação interna para apurar o caso e que colabora com a polícia boliviana na apuração do acidente.

*Com informações do Portal Terra

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *