Brasileiros condenam decisão de Fachin que favorece Lula

Levantamento nacional realizado pelo Instituto Paraná Pesquisa revela descontentamento da maioria dos brasileiros com a decisão monocrática do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal(STF), anulando as condenações do ex-presidente Lula (PT).

De acordo com a pesquisa, 57,5% dos brasileiros discordam da decisão que favorece o político que é apontado como o chefe da quadrilha que praticou roubo de dinheiro público estimado pelo Ministério Público Federal (MPF) em mais de R$43 bilhões.

O levantamento mostrou também que 37,1% dos entrevistados concordaram com a sentença, enquanto 3,4% ficaram “em cima do muro”, afirmando que não sabem ou não opinaram sobre a medida.

Somente na região Nordeste houve aprovação (52,6%) da decisão do ministro relator da Lava Jato, mas as demais regiões a desaprovaram: Norte e Centro-Oeste (58,9%), Sudeste (64%) e Sul (66,5%).

A repulsa à decisão de Fachin é majoritária em todas as fixas etárias, a começar pelos brasileiros de 16 a 24 anos (52,2%). A rejeição salta para 59,6% para a faixa etária seguinte, de 25 a 34 anos.

O Paraná Pesquisas entrevistou 2215 pessoas em 200 municípios nos 26 estados e no Distrito Federal, nos dias 8 e 9 de março.

*Com informações do Diário do Poder

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *