Governo desconfia da eficácia da vacina russa

Uma outra fonte também próxima ao presidente Jair Bolsonaro disse que o governo aguarda mais informações científicas para avaliar a aquisição de tecnologia e eventuais acordos. Segundo esse interlocutor do presidente, pelo que foi apresentado até o momento é “prematuro” falar de sua eficácia.  “É preciso conhecer mais detalhes do desenvolvimento da vacina como a eficácia, a segurança e a produção em larga escala”.

Apesar disso, ainda nesta semana representantes da embaixada da Russia e do Fundo de Investimento direto da Russia (RDFI) farão uma segunda reunião para discutir a produção no Brasil do imunizante. A primeira ocorreu na semana passada, dias após o anúncio do registro da vacina. Ela ocorreu por videoconferência.

O foco, segundo uma terceira fonte, continua sendo a interlocução entre a Fiocruz e a Universidade de Oxford, no Reino Unido. “Não há nada concreto sobre a vacina russa ainda”, disse.

*Com informações da CNN Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *