Vítima do Covid-19, morre o compositor Aldir Blanc

Autor de versos memoráveis da música brasileira, cronista das tristezas e alegrias do país, Aldir Blanc morreu nesta segunda-feira, 4 de maio, aos 73 anos, no Hospital Universitário Pedro Ernesto (Hupe), em Vila Isabel, Zona Norte, no Rio de Janeiro.

Com infecção urinária, o compositor foi internado numa unidade hospitalar pública, quando foi contaminado com o novo coronavírus. Transferido para uma clínica particular, Blanc não resistiu e foi a óbito nesta manhã.

Compositor desde os anos 1960, Aldir Blanc é autor de uma vasta obra musical e literária. É dele, em parceria com João Bosco, o clássico “O bêbado e a equilibrista”, de 1979.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *