Sérgio Moro repudia ataques nas redes sociais

O ex-juiz da operação Lava Jato, Sérgio Moro,  saiu sexta-feira (24/04) do governo Bolsonaro atirando. Disse que o presidente cometeu diversos crimes, entre eles, prevaricação e falsidade ideológica.

Moro, então, passou a ser alvo de apoiadores do presidente. Em manifestação realizada em Brasília, diversos cartazes acusavam o ex-ministro de traidor.

“Não me preocupo; já passei por isso durante e depois da Lava Jato. Verdade acima de tudo. Fazer a coisa certa acima de todos”, escreveu Moro, parafraseando o bordão de Bolsonaro (“Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”).

Eis o tweet de Moro publicado na tarde deste domingo (26/04):

O vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do presidente, publicou fotos de Sérgio Moro em encontros com as presenças dos deputados federais Aécio Neves (PSDB-MG), Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Joice Hasselmann (PSL-SP).

A verdade

As fotos são antigas. A com Aécio Neves foi retratada em 6 de dezembro de 2016, quando o presidente do Brasil era Michel Temer. A outra, com Rodrigo  Maia e Joice Hasselmann, foi feita em 28 de março de 2019. À época, Joice era líder do Governo Bolsonaro na Câmara Federal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *