FVS confirma 26 casos de coronavírus no Amazonas

Manaus (AM) – Apesar da política de prevenção, após nove dias do primeiro caso de coronavírus no Amazonas,, a Fundação de Vigilância Sanitária informou que já são 26 casos positivos para Covid-19.

Dos casos confirmados, 25 casos são em Manaus e um em Parintins que, neste domingo, transferiu o paciente para a capital do Estado. Todos os pacientes com Covid-19 estão estáveis e em isolamento domiciliar, exceto um homem que está internado na UTI do Hospital Delphina Aziz.

Casos investigados

Vinte e quatro casos estão sendo investigados e processados pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Amazonas (Lacen/AM). De acordo com a diretora-presidente da FVS-AM, Rosemary Costa Pinto, com exceção do caso de Parintins, os casos que estavam em suspeita para Covid-19 no interior, foram todos descartados.

À partir desta segunda-feira (23), o Hospital Delphina Aziz vai atender apenas os pacientes com coronavírus.  De 50 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), serão disponibilizados mais 100.

Número no Brasil

Dados divulgados hoje (22) pelo Ministério da Saúde mostram que o número de mortes em decorrência da covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, subiu de 18 para 25 de ontem para hoje. Já o número de pessoas que contraíram o vírus passou de 1.128 para 1546. Segundo a pasta, com a nova atualização, todos os estado brasileiros possuem casos do novo coronavírus.

A Região Sudeste concentra o maior número de casos (926), seguida da Região Nordeste (231), da Sul (179), da Centro-Oeste (161) e a Região Norte (49).

São Paulo acumula o maior número de casos (631), seguido por Rio de Janeiro (186), Distrito Federal (117), Ceará (112), Minas Gerais (83) e Rio Grande do Sul (73).

Em seguida vem o estado de Santa Catarina (57), Paraná (50), Bahia (49), Pernambuco (37), Amazonas (26), Espírito Santo (26), Goiás (21), Mato Grosso do Sul (21), Acre (11), Sergipe (10), Rio Grande do Norte (nove),  Alagoas (sete), Pará (quatro), Piauí (quatro), Rondônia(três), Maranhão, Mato Grosso, Paraíba, Tocantins e Rondônia (dois cada). Amapá e Paraíba (um).

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *