Câncer no ovário mata a atriz Eva Wilma

A atriz Eva Wilma morreu na noite deste sábado (15) aos 87 anos. Ela enfrentava um câncer de ovário e estava internada no Hospital Albert Einstein, na Zona Sul de São Paulo, desde o dia 15 de abril para tratamento de problemas cardíacos provenientes do tumor.

Eva Wilma Riefle Buckup nasceu em 14 de dezembro de 1933 na cidade de São Paulo. Ela iniciou a carreira artística aos 19 anos, no Ballet do IV Centenário de São Paulo, mas abandonou a dança pouco depois, quando recebeu convites para integrar o Teatro de Arena e o programa “Alô Doçura”, da TV Tupi.

Durante sua trajetória artística, Eva Wilma participou de 63 trabalhos na TV, 61 peças e 30 filmes.

O seriado ficou dez anos no ar e a atriz dividia espaço na atração com John Herbert, com quem se casou em 1955. Eva e John se separaram em 1976. Juntos, tiveram dois filhos, Vivien e John Herbert, conhecido profissionalmente como Johnnie Beat. Três anos depois da separação, a atriz se casou com o ator Carlos Zara, que morreu em 2002.

Ao longo da carreira, Eva estrelou dezenas de novelas como “Meu Pé de Laranja Lima” (1971) e a primeira versão de “Mulheres de Areia” (1973), na qual interpretava as gêmeas Ruth e Raquel. Vinte anos depois, no remake da trama, os papéis foram feitos por Glória Pires. Eva também deu vida à vilã Altiva, de “A Indomada”, que rendeu vários prêmios para a atriz.

“Pedra sobre Pedra” (1992), “O Rei do Gado” (1996) e “Começar de Novo” (2004) foram outras obras que tiveram a participação de Eva Wilma.

Seu último trabalho para a TV foi em 2015, em “Verdades Secretas”, na qual interpretou Dona Fábia, uma alcoólatra, amargurada e aproveitadora, que extorquia o filho Anthony, interpretado por Reinaldo Gianechini). Eva também foi premiada pelo projeto.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *