Karol Conká bate recorde de rejeição no BBB

A suposta artista e racista convicta, Karol Conká, foi a quarta eliminada no paredão do “Big Brother Brasil 21” com 99,17% dos votos. Ele disputava a eliminação desta terça-feira (23) com Gilberto (0,29%) e Arthur (0,54%).

Na eliminação, Karol Conká quebrou um recorde duplo: a maior rejeição total e a maior rejeição para paredões triplos. Os recordes anteriores foram da semana passada, com Nego Di.

A “cantora” foi ao paredão indicada pela líder da semana, Sarah. Arthur e Gilberto estavam na disputa, pois foram os dois mais votados na casa.

Karol Conká durante participação no programa discriminou amazonenses, indígenas e nordestinos, mostrando seu lado xenofóbico.

A mais irracional participante do BBB enfrentará, agora, uma série de processos e um destino que parece nebuloso: perdeu contratos, seguidores e deve partir para o anonimato. Sua equipe já havia pedido à TV Globo para que Karol fosse expulsa do programa para evitar maiores danos à sua carreira.

A TV Globo montou um forte esquema se segurança para que Karol Conká não sofresse agressões físicas. A eliminada comentou em entrevistas logo após sair do BBB que precisa de tratamento psicológico.

Sua parceira Lumena segue o mesmo caminho. Esta tem demonstrado racismo contra brancos, emitindo opiniões que enfraquecem os movimentos negros legítimos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *