Globo ‘esconde’ responsáveis pelas aglomerações

Isso a Globo não informa! A emissora veiculou uma série de matérias sobre aglomerações em estabelecimentos no Rio de Janeiro, em desrespeito às normas da pandemia.

Um desses locais filmados pela vênus platinada, que promoveu aglomerações no último fim de semana, tem um detalhe curioso que a Globo ‘esqueceu’ de informar. O restaurante pertence a uma artista ligada à emissora, informou o jornal O Dia:

“Inclusive, esta não é a primeira vez que ocorre aglomeração nas dependências do Feu, no Itanhangá, Zona Oeste do Rio. O local tem em seu quadro de sócios a atriz Giulia Costa, filha da também atriz Flávia Alessandra – contratada da Globo. “

E não para aí … Um segundo local, que infringiu as regras da pandemia é a Casa Maya, em São Conrado.

Mais uma vez a Globo ‘esqueceu’ de citar que o local pertence à Manu Maya, filha do diretor Wolf Maia, que por décadas trabalhou na emissora dos Marinho.

A Globo é especialista em veicular matérias com meias verdades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *