Confira possíveis temas da Redação, prova que decide a aprovação no ENEM

Além da prova objetiva, os participantes do ENEM devem tirar uma boa nota na redação. A redação do ENEM é um ponto bastante importante para ingresso nas universidades públicas ou privada e decisiva nos cursos mais concorridos. 

O texto que o exame cobra é no estilo dissertativo-argumentativo. Sendo assim, os participantes precisam defender seu ponto de vista apresentando argumentos. Tudo isso em uma boa linguagem, com boa escrita, sem erros de pontuação e mostrando um bom domínio do tema proposto. 

Com todos esses requisitos, é de extrema importância que os candidatos fiquem atentos aos possíveis temas da redação ENEM 2022. Assim, eles já têm uma noção daqueles que estão sendo mais cotados, apesar de ninguém ter conhecimento antes das provas do ENEM 2022. 

Como é a redação do ENEM?

A redação deve ser escrita no estilo dissertativo-argumentativo, ou seja, o candidato deverá:

  • Explorar um problema sugerido pelo tema;
  • Contextualizar o problema com conhecimentos adquiridos;
  • Argumentar sobre um ponto de vista;
  • Defender o ponto de vista;
  • Sugerir uma solução que considere os direitos humanos.

A redação ENEM 2022 exige 5 (cinco) competências. São elas:

  1. Domínio da escrita formal da Língua Portuguesa.
  2. Compreensão e adequação ao tema.
  3. Capacidade de argumentação e de defesa do ponto de vista.
  4. Conhecimento dos mecanismos linguísticos.
  5. Propostas para solucionar o problema, respeitando os direitos humanos.
Possíveis temas
Desastres ambientais: Amazônia e Pantanal “em chamas”;
O combate às epidemias no Brasil;
Como melhorar a questão da mobilidade urbana no Brasil;
A evasão escolar durante a pandemia no Brasil;
O combate à depressão na sociedade brasileira;
O perigo da escassez da água no Brasil;
Digitalização dos relacionamentos e importância da tecnologia;
Influência dos algoritmos na opinião das pessoas;
Polarização da política;
Condições sanitárias do Brasil;
A internet e a cultura do cancelamento;
Desafios do atendimento a pessoas com doenças raras;
Ensino à Distância durante a pandemia; vantagens e desafios;
Consumo desenfreado da sociedade brasileira;
Xenofobia estrutural no Brasil.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *