‘Se a esquerda me convocar, serei candidato à Presidência em 2022’, anuncia Lula

O ex-presidiário Lula da Silva anda animado com a política. Ele ainda não desistiu de concorrer à Presidência da República em 2022. Apesar de não dizer diretamente que é candidato, o petista não perde a oportunidade de se colocar à disposição, mesmo tendo indicado ‘seu vassalo’, Fernando Haddad para a disputa oficialmente.

Na última quarta-feira (24), o líder do PT disse que pode ser candidato à Presidência se a esquerda pedir. “Se os companheiros dos partidos de esquerda acharem que preciso”, afirmou.

“Se os companheiros dos partidos de esquerda acharem que preciso ser candidato, eu serei. Mas não vou brigar para ser candidato”, disse o ex-presidente condenado por corrupção e lavagem de dinheiro.

“Só não posso falar nunca mais porque no dia que eu falar isso tenho que me aposentar, pedir licença do PT e ir para casa criar codorna”, disse em deboche.

Lula foi condenado em 2° instância em pelo menos dois processos: No caso do Triplex no Guarujá, sentenciado inicialmente na 1° instância pelo então juiz Sérgio Moro; e no caso do Sítio de Atibaia, que inicialmente foi sentenciado pela Juíza Gabriela Hart. Ambas condenações foram confirmadas pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4).

Em decorrência da Lei da Ficha Limpa, o chefão do PT não pode concorrer às eleições por ser um condenado. Mas com a ameaça crescente de uma anulação de suas sentenças pelo “amigos” do Supremo Tribunal Federal, Lula vislumbra cada vez mais a possibilidade de disputar o comando do país.

*Com informações da República de Curitiba

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *