Governo do Amazonas pode transferir 60 bebês prematuros para outros estados

Nesta sexta-feira (15), o Governo do Amazonas avisou aos outros estados que precisa transferir pelo menos 60 bebês prematuros. Eles estão internados em Manaus e também correm o risco de ficar sem oxigênio.

O presidente do Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) e secretário de saúde do Maranhão, Carlos Lula confirmou a informação à CNN.

Segundo ele, o Maranhão vai conseguir receber de cinco a dez bebês. A logística para viabilizar a transferência ainda não foi definida. Outros estados ainda verificam quantos prematuros conseguiriam receber.

Rede de Solidariedade

Mesmo com a participação de celebridades e influencers brasileiros, que iniciaram uma mobilização para doar cilindros de oxigênio, o caos na saúde está longe de ser superado. O Governo Bolsonaro tem enviado insumos para Manaus e transferido pacientes para outros estados, mas a explosão da pandemia continua ceifando dezenas de vidas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *