Imagem de Doria em Miami viraliza e o encurrala

Deputado Coronel Telhada pediu o impeachment do governador João Doria

Como se não bastasse o polêmico “bate e volta” de Doria em Miami para passar o fim de ano após decretar duras medidas restritivas em São Paulo, uma foto que circula nas redes sociais deste quarta-feira (23), colocou ainda mais fogo na ida do governador paulista para curtir as férias na badalada cidade de Miami.

A imagem mostra o gestor, que defende incansavelmente medidas determinadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como o uso de máscaras de proteção, sem o item dentro de um local fechado. Para “piorar”, o lugar em questão sequer é aberto, mas sim uma loja na cidade norte-americana onde outras pessoas aparecem de máscara.

Após a polêmica, mesmo não assumindo que seria esse o motivo, o governador paulista decidiu cancelar o período de férias em Miami e optou por retornar. Ao elencar as razões, Doria alegou que o motivo seria o diagnóstico positivo de Covid-19 no vice-governador Rodrigo Garcia.

Críticas e impeachment

Em pronunciamento ao vivo, o deputado estadual Coronel Telhada fez críticas ao governador João Doria por seu “pulinho” em Miami.

O deputado afirmou:

“Doria é muito mau caráter. Ele arrebenta o povo de São Paulo e vai para os Estados Unidos. Esse indivíduo arrebentou o povo de São Paulo e fez o quê? Foi para os Estados Unidos. Agora, ele voltou. Por que não ficou lá? Deveria ter ficado lá e não ter voltado. Voltou com o rab* entre as pernas. É muito mau caráter. Como sempre, um grande mentiroso. Desde a campanha, prometeu e não cumpriu. Nem tenho adjetivos para qualificar essa pessoa”.

E acrescentou:

“Agora, sou surpreendido com a notícia de que tiraram os direitos dos cidadãos acima 60 anos, de 60 a 65 anos, de andarem no transporte coletivo de graça. Arrebentaram o funcionalismo, os aposentados, aumentaram o ICMS de um monte de coisas (…). Para acreditar no Doria, tem de ser burro. É um mentiroso. Nunca vi um líder, um chefe abandonar o seu povo em momento de necessidade”.

O coronel concluiu:

“Entramos com dois pedidos de impeachment na Assembleia e entraremos com outro. Ele não tem mais condições de comandar o estado de São Paulo (…). Se Deus quiser, vamos ter um pedido de impeachment muito bem fundamentado. A casa vai cair e o barulho vai ser grande. Primo sempre pelo povo e a hora vai chegar”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *