Idosos infectados pela Covid dividem sala com cadáver

Manaus (AM) – É dramática e revoltante a situação dos moradores de Manaus com a multiplicação de casos de infecção por coronavírus e o colapso no sistema público de saúde. Nas redes sociais, fotos e vídeos viralizados mostram um flagrante pacientes idosos em “sala de isolamento” que mais parece um depósito, dividindo espaço com um cadáver dentro de um saco.

A cena foi registrada no Hospital João Lúcio, uma das “referências” no tratamento de covid-19. Nos vídeo, a filha de um dos pacientes, identificada como Miriam Barros, descreve sua revolta. “Vejam que absurdo”, diz.

Em recente entrevista, o governador do Amazonas, Willson Lima, afirmou que seu Estado se transformou em “referência no enfrentamento da pandemia”.

Na “sala de isolamento” de pacientes infectados estão três idosos colocados praticamente no chão, sobre colchonetes ou colchões. Um deles está em uma maca.

Enquanto distribui dinheiro para o Peladão e a construção de uma árvore de Natal, os idosos estão jogados numa sala esperando a morte.

A imagem faz parecer que ali foram “depositados” pacientes idosos em situação crítica, mas nada mais impressionante do que essas pessoas estarem dividindo a pequena sala com um cadáver.

O falecido é identificado em um o pedaço de papel (ao lado), mostrando que o homem de 78 anos deu entrada no Hospital João Lício e dois dias depois já estava enfiado em um saco.

Segundo a denunciante, desde às 9h da manhã ela solicitava a retirada do cadáver do local, mas ele só foi removido às 15h30 de sexta-feira.

Insanos

:O descaso com os pacientes não sensibiliza os deputados estaduais e a imprensa comprada pelo governador. Blogs e sites recebem milhares de reais para esconderem a verdade. Os hospitais são campos de concentração em pleno séc. XXI. (DP/RN)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *