Doria convida Lula e Dilma para tomarem a CoronaVac

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), convidou os ex-presidentes brasileiros para serem imunizados contra o novo coronavírus. O tucano anunciou o plano de imunizar a população paulista a partir de 25 de janeiro, apostando no aval da Anvisa à CoronaVac. Também convidado, o ex-presidente e atual senador por Alagoas, Fernando Collor, rejeitou o convite.

Entre os convidados para a primeira fase de vacinação estão os petistas Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff. O convite aos políticos seria para dar um exemplo favorável em favor da imunização em massa e ao mesmo tempo divulgar a vacina chinesa de Doria.

Doria pediu para que o prefeito de Araraquara, Edinho Silva (PT), levasse o convite aos ex-presidentes. Procurados por jornalistas, as assessorias de Lula e Dilma não comentaram  se Lula e Dina aceitaram o convite.

Além da dupla, Doria já havia convidado José Sarney (1985 a 1990), Fernando Henrique Cardoso (1995 a 2002) e Michel Temer (2016 a 2018). Fernando Collor de Mello também recebeu o convite para receber  o imunizante chinês, mas rejeitou a proposta de Doria.

Pelo “andar da carruagem”, o plano de Doria é transformar todos os ex-presidentes  do Brasil em cobaias.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *