Ministério da Justiça faz operação contra pirataria digital em 10 estados

O Ministério da Justiça e Segurança Pública e as polícias civis de 10 estados deflagaram, nesta quinta-feira (5), a segunda fase da Operação 404, com o objetivo de reprimir crimes praticados contra a propriedade intelectual na Internet.

Foram cumpridos, por determinação judicial, 25 mandados de busca e apreensão, além do bloqueio e suspensão de 252 sites e 65 aplicativos de streaming – que transmitem filmes, séries e programas de televisão de forma ilegal.

Segundo a assessoria do Ministério da Justiça, a operação conta com a colaboração das embaixadas dos Estados Unidos e do Reino Unido no Brasil.

Os mandados estão sendo cumpridos nos estados da Bahia, Ceará, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Santa Catarina e São Paulo.

Investigação

A investigação apontou que os suspeitos capturavam e realizavam a retransmissão ilegal de conteúdo por meio de assinaturas. O grupo também faturava por meio da veiculação de propagandas em sites piratas – muitos com servidores em outros países.

A operação apontou que os sites possuíam servidores localizados, em pelo menos, quatro países: Canadá, França, Alemanha e Estados Unidos.

Todo o trabalho dos policiais é monitorado pelo Centro Integrado de Comando e Controle Nacional (CICCN), no Setor Policial Sul, em Brasília.

A força-tarefa, denominada 404, faz referência ao código de resposta do protocolo HTTP para indicar que a página não foi encontrada ou está indisponível.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *