Ortopedistas suspendem procedimentos por falta de pagamento

Manaus (AM) – O Governo do Amazonas demonstra desde o início da gestão, em 2019, que é incompetente para gerir o sistema de saúde. Escândalos de superfaturamento, compras de equipamentos ineficazes e ligações suspeitas com Organizações Sociais que “administram” os hospitais.

Nesta sexta-feira (2), estourou mais uma crise no segmento. Médicos ortopedistas resolveram “cruzar” os braços em virtude da falta de pagamento.

Segundo o Instituto de Traumato Ortopedia do Amazonas ( ITOAM), o governo atrasa salários de médicos, enfermeiros, técnicos e de outros profissionais, imputando a sociedade a todas as consequências dessa irresponsabilidade.

Confira a nota emitida pelo ITO-AM:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *