Novo leilão dá Prêmio Nobel de Economia a norte-americanos

Os norte-americanos Paul R. Milgrom e Robert B. Wilson foram anunciados nesta segunda-feira (14), como os vencedores do Prêmio Nobel de Economia de 2020. A dupla foi premiada por seu trabalho na melhoria da teoria dos leilões e invenções de novos formatos para serem realizados.

Esta foi a 52.ª premiação na categoria, que já laureou mais de 80 pessoas desde 1969.

“Paul R. Milgrom e Robert B. Wilson  estudaram como funcionam os leilões. Eles também usaram seus insights para criar um novo leilão e formatos para bens e serviços que são difíceis de vender de uma forma tradicional, como frequências de rádio. Suas descobertas beneficiaram vendedores, compradores e contribuintes de todo o mundo”, afirmou o comitê do Nobel – a Real Academia de Ciências da Suécia.

Uma das descobertas da dupla americana é que a oferta feita de forma racional tende a ser abaixo da melhor estimativa sobre o valor comum por causa da preocupação com a chamada “maldição do vencedor”, ou seja, pagar em excesso e, por isso, ter prejuízo.

Paul R. Milgrom é natural de Detroit, no estado de Michigan, e tem doutorado pela Universidade Stanford, onde também atua como professor. Já Robert B. Wilson é de Geneva, no Nebraska, e tem doutorado pela Universidade Harvard. Ele leciona em Stanford.

Os vencedores vão receber 10 milhões de coroas (cerca de R$ 6,3 milhões), uma medalha de ouro e um diploma.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *