Bolsonaro dá uma basta na intenção de João Dória

O presidente Jair Bolsonaro “puxou a orelha” esquerda do governador de São Paulo, João Dória. Bolsonaro usou suas redes sociais na sexta-feira (16/10) para expor normas que, em seu entendimento, impedem que a vacinação contra a Covid-19 seja obrigatória no país.

João Dória tenta pressionar o presidente para que a população seja obrigada a usar vacina chinesa contra a Covid-19.  O ditador de SP está obrigando o povo a tomar vacina. 

 

 

O dono da Riachuelo, João Amoêdo, do Partido Novo, deseja que os brasileiros que não tomarem a vacina contra o Covid-19 fiquem proibidos de frequentar espaços públicos.

Na postagem, o presidente grafou com letras maiúsculas que, as decisões dos governos estaduais de tornar obrigatória a vacinação, só poderão ser adotada após “audiências prévias” do Ministério da Saúde.

Bolsonaro ressaltou que “o governo federal não vê a necessidade de adotar tais medidas nem recomendará sua adoção por gestores locais. Não vê necessidade de adotar”.

“O Ministério da Saúde irá oferecer a vacinação, de forma segura, sem açodamento, no momento oportuno, após comprovação científica e validada pela Anvisa, contudo, sem impor ou tornar a vacinação obrigatória”, enfatizou o presidente.

*Com informações da República de Curitiba/RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *