Relator pede a rejeição das denúncias e arquivamento do impeachment de Wilson Lima

Manaus (AM) – Não precisava ser vidente para antecipar que o cardápio continha pizza no impeachment do governador do Amazonas,  Wilson Lima, e do vice, Carlos Almeida. O deputado estadual Dr. Gomes, relator do processo de impeachment por crime de responsabilidade, emitiu parecer sobre o processo na tarde desta quinta-feira (30). Gomes enviou relatório à Comissão Especial do Impeachment informando que vota pela rejeição da denúncia e o arquivamento dos pedidos.

Os pedidos para afastamento do vice-governador e do governador foram apresentados na Assembleia Legislativa do Estado (ALE) nos dias 21 e 22 de abril, respectivamente. No dia 5 de maio, o presidente da ALE, deputado Josué Neto, apresentou a denúncia e iniciou o processo.

A Comissão Especial do Impeachment foi formada pelos deputados Fausto Júnior (PRTB), Delegado Péricles (PSL), Felipe Souza (Patriotas), Therezinha Ruiz (PSDB), Alessandra Campêlo (MDB), Dr. Gomes (PSC), Saullo Vianna (PTB), Belarmino Lins (PP), Dermilson Chagas (Podemos), Wilker Barreto (Podemos), Roberto Cidade (PV), Carlinhos Bessa (PV), Adjuto Afonso (PDT), Sinésio Campos (PT), Joana Darc (PL) e Cabo Maciel (PL).

Os nomes dos deputados Joana Darc, Roberto Cidade, Carlinhos Bessa, Therezinha Ruiz e Saullo Vianna, que são da base que apoia o governador, estavam na lista dos ‘5%’ encontrada no gabinete de Wilson Lima durante a operação Sangria, deflagrada pela Polícia Federal no dia 30 de junho.

As supostas irregularidades cometidas pelo Governo e que afetaram a população, principalmente na área de Saúde foram desprezadas pelo relator Dr. Gomes. Resta, agora, a população aguardar a votação no plenário para a próxima segunda-feira (3) e a conclusão da investigação da Polícia Federal que pode levar à cadeia o próprio governador e os deputados do famigerado 5%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *