Os tentáculos da corrupção no Amazonas chegam à Assembleia Legislativa

Deputados estaduais podem ser presos nos próximos dias por receberem “mensalinho” do governador Wilson Lima

O Estado do Amazonas está vivendo a sua pior crise da história. A apreensão de uma lista contendo os nomes de deputados estaduais da base do governador Wilson Lima que recebiam “mensalinho”, pode levar quase a totalidade dos parlamentares para a cadeia.

A apreensão da lista foi efetuada pela Polícia Federal no gabinete do governador na última terça-feira (1), durante a Operação “Sangria” que investiga recursos federais destinados ao combate à pandemia do novo coronavírus. O “mensalinho” tinha como objetivo silenciar os deputados sobre as irregularidades do Governo do Estado.

Na Assembleia Legislativa, membros da CPI da Saúde que fazem oposição a Wilson Lima, comentaram com a reportagem do Roteiro de Notícias que na lista, além da relação dos parlamentares do “mensalinho” constam também nomes de  blogueiros e empresários de comunicações.

“O Amazonas foi saqueado. A consequência foi centenas de mortes no período da pandemia. Esses cadáveres estão na conta do governador e dos deputados que se venderam para esconder um quadro trágico. Todas as máscaras estão caindo. É preciso avançar e punir todos àqueles que se beneficiaram da tragédia. Os deputados do mensalinho devem ser cassados e presos. É preciso limpar essa casa”, comentou um integrante da CPI da Saúde.

Deputados oposicionistas acreditam que o governador Wilson Lima e outros integrantes do executivo estadual devem ser presos nos próximos dias.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *