‘Operação Apneia pode ser uma retaliação a quem denunciou Wilson Lima’, escreve colunista

O colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder, publicou que a Operação Apneia, do MP do Amazonas, deflagrada na quarta-feira (10), foi vista com desconfiança em Manaus. Foram cumpridos 14 mandados na investigação da compra, sem licitação, pela Secretaria de Saúde, de ventiladores para doentes de Covid-19.

Segundo o colunista. na CPI da Saúde da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), há a impressão de que a operação é uma retaliação à ex-subsecretária de Saúde, Dayana Mejia Sousa, que denunciou à comissão e ao Tribunal de Contas da União (TCU) malfeitorias do governo estadual. “Ela, estranhamente, foi um dos alvos”, informa Cláudio Humberto.

A operação foi comandada pelo coronel PM Luismar Bonates, secretário de Segurança, cujo filho Luís Mário também é secretário do governo.

Acusado de corrupção, o governador do Amazonas, Wilson Lima, tenta sobreviver ao processo de impeachment na Assembleia Legislativa.

Confira a Coluna de Cláudio Humberto:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *