‘Tudo tem sua hora”, diz general Heleno a Celso de Mello

O despacho do ministro do Supremo Tribunal Federal, Celso de Mello, determinando que a oitiva dos generais que ocupam ministérios no Governo Bolsonaro sobre o caso Moro sejam, conduzidos coercitivamente ou “embaixo de vara” não foi deglutida pelos militares.

No despacho, o Ministro determinou que os generais fossem ouvidos em um prazo máximo de 5 dias e caso não prestassem depoimento, seriam conduzidos coercitivamente por agentes da Polícia Federal.

Em resposta, o Clube Militar emitiu uma dura nota contra o ministro Celso de Mello, porém até o momento, o general Augusto Heleno não haviam se manifestado diretamente sobre o caso.

Indagado nas redes sociais, se responderia à altura a atitude do ministro do STF, Augusto Heleno afirmou: “Tudo tem sua hora.” Em outras palavras, Celso de Mello que espere. A hora dele vai chegar.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *