Governo Federal contrata profissionais para reforço na saúde no Amazonas

Contratação é remunerada e temporária. Profissionais de saúde também terão alojamento, alimentação, transporte e seguro saúde, além de equipamentos de proteção individual (EPI)

O Ministério da Saúde convida os profissionais de saúde de todo país a reforçarem o combate à COVID-19 no estado do Amazonas. A contratação destes profissionais é temporária, por até seis meses, e remunerada de acordo com o salário base de cada categoria. A iniciativa faz parte da ação estratégica “O Brasil Conta Comigo” que está cadastrando e capacitando profissionais, residentes e estudantes da área de saúde com o intuito de auxiliar estados e municípios nas ações de enfrentamento ao coronavírus.

Os profissionais interessados em atuarem especificamente na região do Amazonas devem se inscrever neste link. Eles trabalharão nas cidades Manaus, Tabatinga, Itacoatiara ou Manacaparu. Só poderão ser contratados aqueles que tenham concluído o curso online de Protocolos de Manejo Clínico do Coronavírus (COVID-19), que foi disponibilizado por e-mail após o cadastro na iniciativa “O Brasil Conta Comigo – Profissionais de Saúde”. Para Manaus, por exemplo, foram solicitados 581 profissionais. A maior necessidade do estado é de médicos.

O Ministério da Saúde reforça que a confirmação da disponibilidade não garante a efetiva contratação, mas, sim, a participação do processo de recrutamento para atuação no enfrentamento à COVID-19 no Estado do Amazonas. Serão priorizadas questões como, local de residência, perfil profissional compatível com as necessidades dos gestores locais e finalização do cadastro na Ação Estratégica “O Brasil Conta Comigo”.

“Nós criamos um banco grande cadastro nacional dos profissionais das 14 categorias da saúde. Na data de hoje, nós já temos 902.217 profissionais de todas as categorias cadastrados, destes, 396.418 estão dispostos a atuar no enfretamento à COVID-19. Nós estamos oferecendo esse banco de dados a todos os estados de acordo com a solicitação do profissional desejado”, destaca a secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, Mayra Pinheiro.

Profissionais

Os profissionais contratados receberão salário base, acrescido de adicional de insalubridade, e compatível com a carga horária específica da sua profissão. O Ministério da Saúde também providenciará alojamento, alimentação, O objetivo do cadastro dos profissionais é auxiliar os gestores do Sistema Único de Saúde (SUS) nas ações de enfrentamento à COVID-19. Sendo assim, cabe aos gestores locais o recrutamento destes profissionais, que podem fazer o cadastro clicando aqui. Ao final do curso online de capacitação, o profissional poderá sinalizar se deseja fazer parte das ações de enfrentamento ao coronavírus, assim poderá ser chamado para trabalhar em locais onde há necessidade, conforme a dinâmica da circulação do vírus no território nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *