Saída de Sérgio Moro gera uma debandada no Ministério da Justiça

A saída de Sérgio Moro do Ministério da Justiça e Segurança Pública está provocando uma debandada do Governo Bolsonaro. Já pediram demissão o secretário-executivo Luiz Pontel e o  secretário Nacional do Consumidor, Luciano Timm.

Outros já anunciaram que estão demissionários. Estão na lista, o secretário de Operações Integradas, Rosalvo Ferreira Franco, a assessora especial de Assuntos Legislativos, Fernanda Regina Vilares, e o secretário Nacional de Justiça Vladimir Passos.

O próximo ministro vai ter que motar uma nova estrutura na pasta e, com isso, muitas atividades levarão tempo para voltarem a funcionar.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *