Profissionais de enfermagem denunciam falta de estrutura no ’28 de Agosto’

Manaus (AM) – Profissionais da área de Saúde do Amazonas estão morrendo nos hospitais. Parte dos óbitos ocorre por falta de estrutura. Na manhã desta segunda-feira (27/04), técnicos e enfermeiros paralisaram as atividades no Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto. Um trecho da avenida Mário Ypiranga chegou a ser interditado.

Os manifestantes denunciaram a falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para todos as equipes, sobrecarga de trabalho e cobram, ainda, auxílio insalubridade e melhorias na alimentação.

O ato reuniu, principalmente, enfermeiros e técnicos de enfermagem, profissionais que atuam na linha de frente no combate ao Covid-19. Até a sexta-feira (24), segundo o Governo do Estado, havia 477 profissionais confirmados com a doença e dez mortes.

Além de denunciarem a falta de equipamentos de proteção individual (EPIs), os manifestantes pediram a saída da direção da unidade. Com quase 4 mil casos e 304 mortes, o sistema de saúde no estado colapsou.

Intervenção federal

A Assembleia Legislativa reforçou na última sexta-feira (24), o pedido de intervenção federal no Estado. Uma ação popular pede o impeachment do governador Wilson Lima, sob a alegação de falta de gestão e má gestão dos recursos públicos.

Leitos ociosos

A Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa emitiu nota cobrando do governo do Estado providências para colocar em funcionamento 30 leitos de Unidades de Tratamento Intensivo (UTI’s) no quinto andar do Hospital Delphina Aziz e no Hospital Universitário Getúlio Vargas, que não estão sendo utilizados por falta de profissionais.

Segundo o presidente do Sindicato dos Médicos, Mário Viana, mais de 500 médicos deixaram o sistema de saúde do Amazonas em 2019 por constantes atrasos de salários. O Governo Wilson Lima tem atrasados repasses para as cooperativas e, um ano e quatro meses depois de assumir o poder, não conseguiu resolver os problemas no segmento.

Estoque

Após a manifestação, o Governo do Estado garantiu que tem EPIs no estoque, mas não explicou porque não distribui.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *