Instituições organizam comitê para fiscalizar ações de combate à Covid-19

Depois de várias denúncias contra o Governo do Amazonas, as instituições criaram um grupo para acompanhar a política de combate ao novo coronavírus

Os tribunais de Contas (TCE), de Justiça do Amazonas (TJ), a Assembleia Legislativa do Estado (ALE) e os Ministérios Públicos Federal (MPF) e do Estado (MPE) criaram um comitê interinstitucional para acompanhar as ações e medidas adotadas pelo poder público para combate e controle do novo coronavírus no Amazonas.

Em nota assinada pelos presidentes das instituições, cada participante do comitê passará a compartilhar as informações para que, interinstitucionalmente, as medidas cabíveis sejam adotadas. “

                                                                                  Leia a nota oficial na íntegra:

“O mundo atravessa tempos críticos de aguda contingência, no enfretamento de um inimigo invisível e difuso. O momento que se impõe sobre cidadãos e cidadãs em nosso Estado exige atuações institucionais inéditas diante da gravidade das demandas. Ainda não há respostas certas, somente as adequadas à altura do problema, mas estamos todos a confrontar as circunstâncias com determinação e coragem.

O desafio não demanda indiferenças, mas trabalho incansável, intrépido, altivo, de resignação no cumprimento de nossa missão.

Nessa linha, os Poderes Constituídos, abaixo assinalados, vêm formalmente perante a população do Estado do Amazonas – Capital e Municípios – esclarecer que estão unidos e atuando, cada um, na sua esfera de competência institucional.

Existe hoje, uma preocupação muito grande de todos nós, diante do momento difícil que estamos vivenciando, em razão dessa Pandemia, que ameaça à saúde e a vida de todos.

Assim sendo,  os  Poderes, signatários da presente, vem se  solidarizar com o sofrimento por que inúmeras famílias vem passando, ao tempo em que informamos que estamos criando  um Comitê Interinstitucional, cuja finalidade é acompanhar as medidas adotadas pelo Poder Público, que propiciem no combate à COVID-19.”

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *