Telegrama mostra o esquema do “Mais Médicos”

Por que o PT tem tanto medo do governo Bolsonaro? Os esquemas podem ser descobertos? Qual a verdadeira relação do partido de Lula com ditaduras? Nesta semana surgiu a primeira pista: Telegramas da embaixada brasileira em Cuba revelam a maracutaia por trás do programa Mais Médicos envolvendo o Partido dos Trabalhadores e a ditadura cubana.

Os documentos mostram que partiu de Cuba a ideia de criar o programa, além da estratégia adotada pelo governo petista na época para precisar fazer tudo sem a necessidade de passar pela aprovação do Congresso.

O pior: há ainda uma sugestão de que o Mais Médicos foi feito para que o Brasil enviasse dinheiro para Cuba poder honrar a dívida com o Porto de Mariel, construído pela Odebrecht com recursos do BNDES.

No programa, médicos cubanos ficavam com menos de 30% do salário e o resto era enviado direto para o governo de Cuba. Foram mais de R$ 5 bilhões enviados para a ditadura nesse esquema.

Essa é uma das caixas-pretas que Bolsonaro precisa abrir assim que assumir a presidência. Há indícios que no BNDES a situação é mais grave. Os brasileiros trabalhavam e, sem saber, ficanciavam as vidas milionários de ditadores. Como conseguimos sobreviver ao PT?

Leia o telegrama que revela o esquema.

Fonte: G1/Roteiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *