PT cogita alegar insanidade de Lula para comover juízes

Quando você pensa que já viu tudo do PT, o partido “planta” um novo golpe. Com medo de nova condenação do ex-presidente, políticos do PT têm procurado jornalistas simpáticos e passam a informação de que andam preocupados com a saúde mental do presidiário, citando alterações de humor, abatimento e até supostas “falhas de memória”.

O objetivo, que mal disfarçam, seria criar um ambiente para arrancar dos tribunais a decisão “humanitária” de transferir para o regime de prisão domiciliar o petista condenado por corrupção e lavagem de dinheiro.

Lula e seus apoiadores já acham que Sérgio Moro pode não ter sido seu juiz mais rígido. A substituta Gabriela Hardt é ainda mais dura.

A trama começou com plantações em publicações amigas sobre o “coitado” do presidiário, “tão velho e abatido” e até “meio esquecido”. Em seguida, veio um bombardeio contra Gabriela Hardt que, impassível, marcou o prazo para alegações finais.

Os petistas, entretanto, não conseguem explicar porque Lula não devolve o dinheiro obtido via  corrupção.

Com informações do Diário do Poder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *