Tsunami Bolsonaro muda intenção de votos

Os eleitores do Rio de Janeiro e Minas Gerais estão se reposicionando e podem banir dois petistas do cenário político. O tsunami Bolsonaro está afetando as duas candidaturas. No Rio de Janeiro, Lindbergh Farias está perdendo para para Cesar Maia (DEM) e Flávio Bolsonaro (PSL).

Nos oito anos como senador, Lindbergh nunca mostrou ser um defensor de seu estado. Ele se mostrou mais um advogado de Lula no Senado do que alguém que devesse proteger o interesse da população que o elegeu.

Lindbergh enfrenta outro problema que parece não ter solução: Os processos que sofre por corrupção quando era prefeito de Nova Iguaçu.

Em Minas Gerais, a péssima administração de Fernando Pimentel (PT) pode derrubar a candidatura ao Senado da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), segundo o jornal Folha de São Paulo. O Estado, após o atentado em Juiz de Fora, vive uma ‘febre pró-Jair Bolsonaro” e pode ajudar a eleição de candidatos aliados.

O PSL conseguiu furar o teto do antipetismo e agora soa como a melhor opção para derrubar o partido construído pelo ex-presidente Lula.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *