Artista visual expõe obras criadas durante a pandemia

Após passar quatro meses em isolamento social, devido a pandemia da Covi-19, o artista visual Cleber Damaiia, 33, lançou, na sexta-feira, 11, peças criadas durante este período na exposição intitulada por ‘Savage’, na 4º edição do Espaço Mediações, na Galeria do Largo, localizado no centro da cidade.

 As obras transitam entre o misticismo da floresta amazônica e a experiência do artista em um período solitário durante a quarentena 

Misturando misticismo e fazendo uma releitura da fauna e flora da região amazônica, os desenhos surrealistas trazem à tona a vida selvagem dos rios e do que o artista vivenciou sozinho em uma casa flutuante no lago do Tarumã, nas proximidades de Manaus.

Segundo Damaiia, as obras aproximam a sua vivência durante o isolamento com o desconhecido dos rios e da floresta. “A ideia do selvagem ou ‘Savage’ é justamente o link que eu tenho com o meu isolamento no flutuante durante 4 meses, no qual eu criei alguns desenhos e finalizei outros. O nome se dá diretamente ao local – flutuante – e a região amazônica, revelando esse lado selvagem e místico que a gente cresceu”, conta o artista.

Damaiia relata que sua decisão por passar esse tempo solitário foi uma forma de sair da zona de conforto e aflorar ainda mais o seu lado criativo.

“As coisas mudam muito rápido quando se está isolado à mercê da natureza, você tem que ter controle mesmo sabendo que é quase impossível, fazer das dificuldades algo que te motive a ser melhor, um período de transição intensa de quem eu era para o que eu me tornei hoje”, explica Damaiia.

 A exposição ‘Savage’ faz parte do Espaço Mediações, que está na sua quarta edição. A Galeria do Largo funciona de terça a domingo, das 15h às 20h. Por causa da Covid-19, as visitas são realizadas com grupos de até 10 pessoas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *