Ministro do Superior Tribunal Militar é o mais novo Cidadão do Amazonas

Em sessão híbrida realizada nesta terça-feira (9), presidida pelo deputado Roberto Cidade (PV), a Assembleia Legislativa do Estado (Aleam), atendendo a propositura do deputado Belarmino Lins (PP), concedeu o Título de Cidadão do Amazonas ao ministro Vice-Presidente do Superior Tribunal Militar e Corregedor da Justiça Militar da União, José Barroso Filho.

Apesar das restrições sanitárias impostas pela pandemia do novo coronavírus, a sessão foi concorrida, sendo prestigiada, dentre outras autoridades vivis e militares, pelo Comandante Militar da Amazônia (CMA), General de Exército Guilherme Cals Theophilo Gaspar de Oliveira, além de representantes do Governo do Estado e da Prefeitura Municipal de Manaus, bem como do Poder Judiciário local.

“Não fosse a pandemia, tenho certeza de que esta sessão seria muito mais reluzente, mas o calor do povo amazonense aqui manifesto supera tudo, esse calor está presente nesta homenagem ao ministro José Barroso, natural de São Paulo, mas agora Cidadão do Amazonas”, discursou Belarmino Lins destacando o homenageado.

“Este Título de Cidadão é um grande reconhecimento aos relevantes serviços prestados pelo ministro à toda a população do nosso Amazonas, desde a cidade de Manaus até o interior do Estado”, enfatizou o líder progressista, ressaltando a performance de José Barroso Filho na capital amazonense, onde foi Juiz-Auditor Militar no início da década de 2000.

Na época, o prefeito de Manaus era o hoje deputado estadual Serafim Corrêa (PSB), que distinguiu o ministro. “Sou testemunha do grande trabalho realizado por José Barroso e por isso considero muito justo o Título de Cidadão Amazonense para ele”, afirmou Serafim.

Representando o governador Wilson Lima no evento, o Controlador Geral do Estado, Otávio Gomes, também exaltou a figura do ministro, salientando o respeito do Governo às ações empreendidas pelo homenageado em favor do Amazonas.

Caboclo amazônida

“Antes, eu era caboclo amazônida por sentimento, agora sou caboclo amazônida e amazonense por documento”. Assim o ministro José Barroso agradeceu a cidadania do Amazonas concedida pela Aleam por intermédio de Belarmino Lins. Citando São Tomás de Aquino no discurso, ele expressou: “Ser amazônida é ser resiliente, é ter causa e amar sua terra, esta terra que devemos amar como amamos a nossa própria vida, amar este Amazonas tão rico em minérios e cheio de outras potencialidades naturais, o futuro do Brasil está aqui”.

Grato a homenagem, o ministro ressaltou conhecer Fonte Boa, terra natal de Belarmino Lins, onde esteve durante suas andanças pelo interior do Estado.
Juiz-auditor, José Barroso Filho é natural de Ribeirão Preto, São Paulo, e exerceu os cargos de promotor de Justiça, juiz estadual e juiz eleitoral ao longo de sua trajetória profissional. Como juiz da Justiça Militar da União, ele atuou como juiz-auxiliar da presidência do Conselho Nacional de Justiça e da presidência do Superior Tribunal Militar antes de ascender ao cargo de ministro do STM, indicado pela ex-presidente da República Dilma Rousseff.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *