Zé Ricardo cobra do Governo do Estado criação de uma Central de Distribuição de Oxigênio

Manaus (AM) – Com o objetivo de promover acesso fácil de oxigênio medicinal aos pacientes acometidos da Covid-19 em tratamento domiciliar, devido à insuficiência de vagas nas unidades de saúde do Estado, o deputado federal Zé Ricardo (PT/AM) enviou expediente ao Governo do Amazonas sugerindo a criação de uma Central de Distribuição de Oxigênio. Ele defende que essa estrutura proporcionará um cadastro de identificação das famílias com pacientes tratados fora das unidades de saúde, como também permitirá à essas pessoas o acesso gratuito e de qualidade de oxigênio e equipamentos técnicos necessários, o que ajudará a salvar vidas no estado.

Para o parlamentar, o avanço da segunda onda de Covid-19 no Estado o sistema de saúde entrou em colapso, tanto público quanto privado, com hospitais, unidades básicas e Serviço de Pronto Atendimento (SPA) lotados, provocando uma situação de caos, com filas imensas de pacientes à espera de uma vaga em leitos clínicos ou de UTI. “Todo esse caos acabou obrigando que inúmeras pessoas acometidas pela doença fossem tratadas em domicílio. E muitas delas sem nenhuma condição econômica para arcar com as despesas de medicamentos e de oxigênio, insumos fundamentais no combate à fase mais aguda da infecção”, destacou Zé Ricardo.

Ele também argumenta que, com o aumento de casos graves da doença, houve um crescimento exponencial da demanda de oxigênio medicinal e o déficit do produto nas unidades de saúde provocou um estresse no sistema de saúde, elevando o número de mortes e ocasionando uma corrida desesperada em busca de oxigênio pelos familiares e amigos dos pacientes. Portanto, para Zé Ricardo, situação como essa não pode mais ocorrer. Por isso, enquanto durar a pandemia, medidas preventivas devem ser tomadas e a Central de Distribuição de Oxigênio é uma delas, que ajudará a população a realizar o tratamento em casa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *