Deputado pede a renúncia do governador do Amazonas

Manaus (AM) – Durante Sessão Extraordinária, na manhã desta terça-feira (19), o deputado estadual Delegado Péricles (PSL) pediu que o governador Wilson Lima (PSC) renuncie ao mandato. De acordo com o parlamentar, a decisão evitará, além do desgaste em um processo de impeachment, o aumento do caos da saúde no Amazonas, resultante do amadorismo na gestão do Estado.

“Sim, eu quero mandar uma mensagem para o governador: o senhor demonstrou por diversas vezes não ter espírito público. Perdeu as condições mínimas para se manter no cargo que ocupa. Evite o desgaste do impeachment. Renuncie neste momento. Ninguém aguenta mais. Só quem está ao seu lado é por interesses dos próprios grupos. A população não lhe aguenta mais”, disse o deputado. Péricles mandou mensagem após fazer retrospecto das garantias de estabilidade e preparo dadas pelo Governo do Estado desde o início da pandemia no Amazonas e que caíram por terra com recorde de mortes em 2020, com escândalos de corrupção e, agora em 2021, seguem com a falta
criminosa de oxigênio.

“Dia 16 de março de 2020, quando o Governo do Estado confirmou o primeiro caso de Covid-19 no Amazonas, ele mesmo publicou uma matéria no portal da SES que diz: ‘a rede de assistência está preparada’. Em abril e maio já éramos o epicentro da doença no país. Este ano, dia 6 de janeiro o mesmo Governo emitiu nota para um jornal da cidade garantindo que ‘todas as unidades do estado estavam abastecidas e não havia falta de oxigênio’. Dia 14 de janeiro vivíamos o pior dia do Estado com pessoas morrendo asfixiadas por falta de oxigênio nas unidades de saúde”, relembrou.

Para o deputado estadual, diante das provas de total ineficiência e falta de capacidade de gestão do atual Governo, a Casa Legislativa precisa agir. “Desta vez ele exterminou pessoas. A falta de competência matou muitos irmãos amazonenses. Ele não fez o mínimo e o resultado é esse: uma catástrofe no Estado do Amazonas”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *