Eleições 2020: Criador e criatura entram em rota de colisão

Manaus (AM) – Setembro deve seu nome à palavra latina septem (sete), dado que era o sétimo mês do calendário romano, que começava em março. Em Manaus, entretanto, setembro é o mês de confronto entre dois antigos aliados: Amazonino Mendes e Omar Aziz.

A briga começou quando o criador Amazonino Mendes (Podemos), pré-candidato a prefeito de Manaus, chamou sua criatura, o senador Omar Aziz (PSD), de “asa-negra” e “usina de maldade” que “inspira o governo Wilson Lima”, durante a convenção ocorrida no último dia 16.

Omar reagiu aos ataques do Amazonino Mendes (Podemos) dizendo que este é xavequeiro, soberbo e fadigado. A declaração foi feita  nesta sexta-feira (18), durante o programa “Manhã de Notícias”, apresentado pelo jornalista Ronaldo Tiradentes.

O senador não parou por aí. Ele afirmou que Amazonino só quer o título de prefeito, mas  quem governará, de fato, a cidade, em caso de

Omar Aziz  é líder da bancada federal  garantiu que  não está envolvido diretamente no processo eleitoral em Manaus. “O Ricardo Nicolau, pré-candidato a prefeito do PSD, assumiu a presidência do diretório municipal. Ele ficou à vontade para fazer as coligações. Ele tem tocado a campanha. Eu não tenho interferido. Estou olhando de longe. Espero que possa fazer uma campanha que apresente propostas”, declarou.

Nos bastidores da Assembleia Legislativa, assessores comentam que a briga não passa de uma cena. Omar e Amazonino sempre foram unidos politicamente. Um sabe tudo do outro.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *