Mengão quebra a ‘marra’ do galo mineiro

Na briga pelo título brasileiro, Flamengo e Atlético-MG entraram pilhados em campo, dando trabalho ao juiz Anderson Daronco, que assinalou 41 faltas ao todo (22 a 19) e seis cartões amarelos. A derrota do time mineiro, líder do campeonato, mexeu com os nervos dos jogadores e do técnico Cuca.

No jogo mais badalado da 29ª rodada do Campeonato Brasileiro, deu Flamengo: 1 a 0 sobre o Atlético-MG, no Maracanã. Ofensivo como de costume, foi o Galo que partiu para cima, criando suas principais chances com Alonso, aos 15 do primeiro, e Arana, aos 11 do segundo. Mas foi o Rubro-Negro que, organizado em campo, deixou a pressão pela eliminação na Copa do Brasil para trás e comemorou a chance de poder superar o galo mineiro nas próximas rodadas.

Aos 25 da primeira etapa, Bruno Henrique deixou Michael na frente do gol adversário para marcar o único gol do jogo. Com o resultado, a diferença dos dois caiu para 10 pontos: enquanto o Atlético segue na liderança isolada, com 59 pontos, o Flamengo está em segundo, com 49, empatado com Bragantino e Palmeiras, mas com dois jogos a menos.

No final da partida a confusão para os vestiários. Cuca e Hulk reclamaram da arbitragem e houve tumulto nas entradas dos vestiários. Eles estavam inconformados com o jogo “picotado” e com a falta de critérios do árbitro Anderson Daranco. O Atlético cantou de galo antes da partida, mas foi depenado pela organização do Flamengo.

 

.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *