Ex-procurador e ex-deputado morrem de Covid em Manaus

Manaus (AM) – O ex-procurador-geral de Justiça, Francisco Cruz, 68, e do ex-deputado estadual e ex-prefeito de Parintins, Enéas Gonçalves, 64, morreram na madrugada desta segunda-feira, 15/2, por decorrência de complicações da Covid-19.

O ex-procurador-geral de Justiça do Amazonas, Francisco Cruz, lutava há pouco mais de um mês contra a doença causada pelo novo coronavírus, no hospital Santa Júlia, em Manaus.

Nascido em Humaitá (AM), Francisco Cruz, conhecido como “Chicão” no meio jurídico, iniciou sua trajetória no Ministério Público do Amazonas (MPAM) em 1985, tendo atuado nas comarcas de São Gabriel da Cachoeira, Santa Izabel do Rio Negro, Humaitá e Parintins. Já em Manaus, foi eleito ao cargo de procurador-geral em outubro de 2010, ficando no cargo por duas gestões. Em 1º de agosto de 2019, por aposentadoria voluntária, deixou o órgão e um legado de 34 anos de MPAM, passando a se dedicar à advocacia. Francisco Cruz deixa esposa e dois filhos.

O ex-deputado e ex-prefeito de Parintins, Enéas Gonçalves, estava em tratamento há duas semanas no hospital Check-Up, na capital amazonense, não resistindo nesta madrugada.

Enéas teve a trajetória política marcada por ter sido o deputado estadual mais jovem, em 1986, com 30 anos de idade, com a mais expressiva votação do interior do Amazonas. Em 1988, foi eleito prefeito no município de Parintins. Encerrado o seu mandato, garantiu, por mais três legislaturas na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam).  O retorno a Parintins, como prefeito, aconteceu em 2000.

Além dos mandatos públicos, também fez história no rádio do município amazonense, tendo sido diretor e sócio da Clube de Parintins, comandando, ainda, dois programas diários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *