Escolas municipais desenvolvem ações para incentivar os alunos

Manaus (AM) – Há quase um ano, os alunos da rede municipal de ensino enfrentam o desafio de estudar de forma remota, por meio do projeto “Aula em Casa”, já que as atividades presenciais foram suspensas, para evitar a propagação do novo coronavírus. E, para manter o engajamento, gestores e professores, seguindo uma orientação do prefeito David Almeida, desenvolvem diversas ações pedagógicas, para ajudar a manter o fluxo de aprendizagem dos estudantes da Secretaria Municipal de Educação (Semed).

O ano letivo de 2021 iniciou no dia 18 de fevereiro e, desde então, muitas escolas, mesmo a distância, conseguiram mobilizar os alunos e incentivá-los a acompanhar as atividades transmitidas pela TV Aberta e pela internet. Para isso, as unidades de ensino contam com o apoio de pais e professores.

A gestora Ivete Ribeiro Rubim Fernandes, da escola municipal Irmã Zenir de Castro Alves, bairro Cidade Nova, zona Norte, destacou o trabalho da equipe pedagógica no atendimento aos pais e alunos diariamente. A unidade tem um total de 475 alunos, entre educação infantil e 1º ao 5º ano do ensino fundamental.

“Nosso principal meio de comunicação com os alunos e a família é o WhatsApp. Sendo o acompanhamento de participação e engajamento de pais e alunos realizado diariamente, utilizando a busca via WhatsApp, ligação telefônica realizada por professores e direção da escola. Caso ocorram dificuldades de participação do aluno, atividades impressas, como apostilas, são encaminhadas aos mesmos. Em todos os trabalhos pedagógicos realizados com os alunos é solicitado o envio de fotos da atividade para correção e, eventualmente, fotos e/ou vídeos dos alunos realizando suas atividades”, concluiu a gestora.

A dona de casa Andressa Laudelina Mendonça, 33, mãe de Davi Mendonça, aluno do 3º ano da escola municipal Alberto Makaren, bairro Compensa, zona Oeste, afirmou que ajuda o filho, mas  que também conta com orientações e com o monitoramento pedagógico da escola nesse sentido.

“Os professores criam grupos de WhatsApp, para repassar as atividades diárias. Nós enviamos áudio ou vídeo das atividades, de acordo com a disciplina. Acompanho meu filho para registrar as atividades e postar no grupo para confirmação da atividade. Fora isso, temos outra responsabilidade da frequência diária, feita por um link, que o professor manda no grupo. Os professores ficam à disposição, para atender durante as aulas para qualquer dúvida”, explicou Andressa.

Apoio

Com um total de 74 unidades de ensino, a gerente pedagógica Keila Martins, da Divisão Distrital Zonal (DDZ) Leste 1, destacou o apoio da divisão aos educadores das escolas.

“Procuramos identificar as tarefas que podem ser transpostas, facilitadas ou repensadas para o meio digital. O objetivo é incentivar o professor a utilizar um ambiente virtual de aprendizagem, com o auxílio da plataforma criada pelo assessor de mídia da divisão. A proposta também é deixar claro para o professor que ele não está só nesse novo processo de ensino-aprendizagem remoto.  Estamos todos juntos para fazer o melhor para os nossos alunos”, assegurou.

Sobre o ‘Aula em Casa’

O “Aula em Casa” disponibiliza atividades pedagógicas programadas para o ano letivo de 2021. O conteúdo curricular foi reorganizado para atender as necessidades dos alunos em cada nível, etapa e modalidade da educação básica. A transmissão das aulas é realizada pelo YouTube (https://bit.ly/3qu3E6h)  e pela TV Encontro das Águas, no canal 2.2 para educação infantil, ensino fundamental – anos iniciais (1º ao 5º); e no canal 2.3, para o fundamental – anos finais (6º ao 9º) e Educação de Jovens e Adultos (EJA). Além disso, os alunos também podem acessar a plataforma Saber+ (https://www.sabermais.am.gov.br/) e o aplicativo “Aula em Casa”, disponível no Google Play e no App Store.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *